Centro de Comunicação e Expressão
  • COMUNICADO

    Publicado em 30/11/2016 às 11:16

    COMUNICADO

    O Conselho da Unidade do CCE vem a público informar que, após reunião extraordinária realizada no dia 29 de novembro, às 14 horas, ficou acordado entre o Conselho do CCE e o movimento Ocupa CCE a desocupação de todos os espaços, a partir das 16 horas, do dia 30 de novembro. Levando-se em consideração a necessidade de conferência dos espaços e do patrimônio, que será realizada pela Direção do CCE juntamente com os agentes patrimoniais e representantes do movimento, o acesso aos prédios ficará liberado a partir das 7 horas do dia 01 de dezembro de 2016.

    O Conselho reitera a manutenção de diálogo com a comunidade universitária. Nesse sentido, recomenda a todos ponderação e serenidade nos desdobramentos deste processo, de forma a evitar ações que se configurem como atos de perseguição.


  • CARTA ABERTA DO CONSELHO DA UNIDADE

    Publicado em 23/11/2016 às 14:15

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

    CENTRO DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO

     

    CARTA ABERTA DO CONSELHO DA UNIDADE – (Para ver na linguagem de sinais clique aqui)

    A direção do CCE vem a público com a intenção de divulgar as decisões tomadas pelo Conselho da Unidade do CCE, em reunião do dia 22 de novembro de 2016.

    Após exaustiva discussão sobre a situação atual do CCE, ocupado pelo movimento OCUPA CCE desde o dia 10 de novembro, o conselho deliberou:

    1. Por maioria, o apoio ao movimento estudantil;
    2. Por maioria, a suspensão de todas as atividades do CCE, em função da impossibilidade do livre acesso aos gabinetes docentes e espaços administrativos e acadêmicos, sejam elas de ensino, pesquisa, extensão ou administrativas, com exceção a toda e qualquer ação que se refira aos concursos públicos para docentes, até o dia 29 de novembro, data que, a princípio, será votada pelo senado a PEC 55;
    3. A partir do dia 29, caso a ocupação continue, o conselho se reunirá novamente para que nova deliberação a respeito da situação seja feita.

    O Conselho da Unidade – CCE, com esta decisão, ratifica sua intenção de diálogo com toda a comunidade universitária e sua posição clara e efetiva na manutenção da negociação sem confronto ou violência física de qualquer espécie, não admitida por nenhuma das partes envolvidas no processo, fato que se corrobora com nosso papel primeiro de educadores.

    A direção ainda esclarece que manterá plantão no CCE, seja no varandão ou na cantina para todo e qualquer esclarecimento ou encaminhamento que se fizer necessário.


  • Nota da Direção do CCE à comunidade

    Publicado em 11/11/2016 às 10:35

    Considerando:

    1. O dever administrativo em manter o funcionamento das atividades relacionadas ao ensino, pesquisa e extensão no Centro de Comunicação e Expressão;
    2. Reconhecendo a livre manifestação de opinião, contudo, mantendo o direito de livre acesso aos espaços dessa Unidade, a saber, salas de aula, laboratórios, gabinetes de trabalho e a realização de eventos previamente organizados;

    Reiteramos a importância de uma manifestação pacífica, sem imposições e com respeito ao contraditório, de modo a possibilitar a construção de um diálogo capaz de mediar a resolução de qualquer conflito.

    Conforme divulgado em nota da Reitoria da UFSC, a qual os Diretores de Unidade subscrevem, devemos estar atentos à responsabilidade de manter o correto funcionamento da Universidade, tendo como primeiro objetivo o interesse público.

    Nesse sentido, é que gostaríamos de destacar a importância de diversas ações já pré-agendadas no CCE, relacionadas a defesas de trabalhos de conclusão de curso, de dissertações e teses, e de concursos públicos para docentes, e, assim, conclamar ao movimento estudantil o compromisso em manter essas agendas.

    Contamos com o apoio e a compreensão de todos, pois acreditamos no comprometimento dessas ações discentes com uma Universidade de referência nas suas ações de ensino, pesquisa e extensão, inclusiva e plural.

     

     

     

    Florianópolis, 11 de novembro de 2016.

     

     

    DIREÇÃO DO CCE


  • Nota à comunidade universitária

    Publicado em 10/11/2016 às 15:12

    Após reunir-se com os diretores dos Centros de Ensino do campus Florianópolis, e com a anuência dos Diretores dos Centros de Araranguá, Blumenau, Curitibanos e Joinville, nesta quinta-feira, a Administração Central da UFSC, no uso de suas obrigações estatutárias, reafirma seu compromisso com a gestão descentralizada da Universidade, na qual as Unidades acadêmicas têm a competência para administrar as questões relacionadas ao ensino, pesquisa e extensão no âmbito de sua jurisdição, bem como zelar pelo regular funcionamento das atividades administrativas.

    A Administração central tem realizado constante esforço para manter os serviços essenciais das pró-reitorias e secretarias, bem como dos órgãos suplementares em pleno funcionamento, resultado de entendimento ajustado com a categoria dos técnicos administrativos.

    Em relação aos movimentos de protesto contra as medidas de ajuste fiscal e reforma do ensino médio, em especial de parcela dos estudantes, reafirma o posicionamento do Conselho Universitário da UFSC, que em data de 25 de outubro referendou nota da Andifes – Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior.

    Neste sentido reconhece o direito de livre manifestação e opinião, resguardado o direito do livre acesso às dependências físicas dos Centros de ensino, tais como salas de aula, laboratórios, clinicas e salas de trabalho, bem como a eventos já previamente agendados.

    A Administração Central não tomará nenhuma medida unilateral que caracterize intervenção nas Unidades de Ensino, mantendo-se, de outro lado, disposta a agir conforme as solicitações oriundas das Direções dos Centros.

    Rejeita, também, qualquer manifestação de intolerância, agressão física ou verbal, imposição de vontade ou não reconhecimento do contraditório, prejudiciais ao diálogo e o entendimento, que se mostram como os únicos caminhos para a resolução negociada dos conflitos, inerentes ao ambiente universitário.

    Ressaltamos que a responsabilidade pelo regular funcionamento da Universidade, privilegiando sempre o interesse público, recai sobre todos os agentes que integram a Instituição, possuam eles ou não cargos e funções.

    Conclamamos, por fim, que cada um de nós, estudantes, técnicos e docentes, neste momento, contribua para que a Universidade Federal de Santa Catarina continue sendo referencia nacional na excelência acadêmica, na inclusão social e no respeito à diversidade.

                                                                                      

    Florianópolis, 10 de novembro de 2016.

     

    Luiz Carlos Cancellier de Olivo – Reitor

    Alacoque Lorenzini Erdmann – Vice Reitora

    Arnoldo Debatin Neto – Diretor do CCE

    Cátia Regina de Carvalho Pinto – Diretora de Joinville

    Edson Roberto De Pieri – Diretor do CTC

    Elisete Dahmer Pfitscher – Diretora do CSE

    Eugênio Simão – Diretor de Araranguá

    Isabela de Carlos Back – Diretora do CCS

    João Luiz Martins – Diretor de Blumenau

    José Carlos Fiad Padilha – Diretor do CCA

    Leocir José Welter – Diretor de Curitibanos

    Lício Hernanes Bezerra – Diretor do CFM

    Luciano Lazzaris Fernandes – Diretor do CDS

    Nestor Manoel Habkost – Diretor do CED

    Paulo Pinheiro Machado – Diretor do CFH

    Sonia Gonçalves – Diretora do CCB

    Ubaldo Cesar Balthazar – Diretor do CCJ


  • O Brasil contra o ataque à soberania do povo brasileiro.

    Publicado em 07/11/2016 às 21:39

    notaletras

    Estudantes de Letras da UFSC contra os ataques à Educação No dia 24 de outubro de 2016, estudantes e professores dos sete cursos de Letras da Universidade Federal de Santa Catarina se reuniram e participaram ao longo do dia de um ciclo de debates organizado pelo Centro Acadêmico Livre de Letras sobre a atual situação da Educação e o contexto do curso de Letras em meio à atual retirada de direitos. Neste dia, estudantes e professores universitários em todo país estiveram mobilizados e discutindo a situação da Educação, no Dia Nacional de Defesa da Educação, chamado pelas entidades estudantis e sindicais da área da educação. O conjunto dos estudantes de Letras da UFSC, reunidos em assembleia após um dia de intenso debate, manifesta-se veementemente contra a Medida Provisória 746 que propõe uma contrarreforma no Ensino Médio, compromete todo sistema educacional brasileiro e devasta a profissão docente ao abrir a possibilidade de contratação de professores de “notório saber”, sem formação em licenciatura. Além de retirar a obrigatoriedade de disciplinas importantes como sociologia, artes, filosofia e educação física, a medida não garante mais o ensino do espanhol como língua estrangeira e distancia ainda mais a possibilidade de implementação do ensino de LIBRAS no ensino básico.  A proposta de implementação de ensino médio em tempo integral, sem que haja melhorias estruturais a partir de investimento significa sucatear a qualidade do ensino. O governo golpista de Temer, ao mesmo tempo que propõe aumentar a carga-horária de ensino, reduz as disciplinas e precariza o ensino para economizar gastos que irão alimentar o sistema da dívida pública, reforçado pelo novo ajuste fiscal proposto pela Proposta de Emenda à Constituição 241 que restringe por 20 anos o gasto público federal em saúde e educação e compromete também a previdência social. Rejeitamos ainda em sua forma e conteúdo o projeto Escola Sem Partido por termos clareza que se trata de uma medida que busca nitidamente reduzir a criticidade na educação para que a juventude não seja capaz de compreender a retirada de seus direitos.  Nos posicionamos portanto, em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade em todos os níveis, e por isso contrários a MP 746, PEC 241, Escola Sem Partido e fim do fundo do Pré-sal para Educação.  Seguiremos na luta, enquanto estudantes e docentes em formação. Acreditamos que a resistência deve envolver todos os setores que defendem a educação pública, e portanto, nos somamos à luta dos trabalhadores que através de suas entidades constroem no dia 11 de novembro a greve geral, aderindo a esta paralisação e endossando os gritos de nenhum direito a menos! Florianópolis 24 de outubro de 2016


  • Conselho Universitário aprova manifestações contrárias à PEC 241, Escola sem Partido, Reforma do Ensino Médio e PEC 65

    Publicado em 27/10/2016 às 8:30

    O Conselho Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) aprovou, em sessão ordinária nesta terça-feira, dia 25, manifestações contrárias ao Projeto de Emenda Constitucional nº 241 – Ajuste Fiscal; ao Projeto de Lei nº 867/2015 – Escola sem Partido; à Medida Provisória nº 746/2016 – Reforma do Ensino Médio e à Proposta de Emenda Constitucional nº 65 – Licenciamento Ambiental. …leia mais…


  • Dia-a-dia CCE 06

    Publicado em 24/10/2016 às 14:15

    Bom dia a todos!

    O final do ano se aproxima e parece que nossas tarefas, cada vez mais, se avolumam. Assim, segue mais um informativo do CCE.

    1.      A direção, no dia 14 de outubro, teve uma reunião na PRODEGESP com a Profª Carla Búrigo e diversas questões referentes aos STAs do CCE foram encaminhadas. Saímos de lá com a certeza de que, nas próximas semanas, alguns de nossos problemas administrativos serão resolvidos;

    2.      Dia 06 de outubro houve a segunda vistoria do Corpo de Bombeiros ao Bloco D. Os serviços anotados na primeira vistoria foram executados, tendo sido feitas duas anotações novas. Essas foram executadas e, no dia 10, foi protocolada, na Prefeitura, nova solicitação de vistoria. No dia 13 de outubro, a SALVER entregou definitivamente as chaves do Bloco D para a direção! Mais uma conquista do CCE! Com os documentos na mão, a mudança começará a ser feita.

    3.      A ocupação do Bloco D irá liberar espaço para a organização de uma sala no Bloco B para videoconferências, destinada às pós-graduações. Outra ação para solucionar a falta de verba das pós-graduações para a realização de bancas de defesa foi a demonstração do sistema “mconf”- http://setic.ufsc.br/files/2014/07/Apresenta%C3%A7%C3%A3o-mConf-CCE-01-de-Julho-de-2016.pdf. Estamos encaminhando também ações de atualização da sala Machado de Assis. Uma delas foi a aquisição (por carona) de um novo computador para aquele espaço, além da instalação de uma TV.

    4.      A direção recebeu, ainda no final de setembro, os servidores Clóvis e Zélia, do DAC, os quais nos informaram que aquele Departamento está articulando um novo espaço para apresentações artístico culturais, entre elas o Projeto 12:30, e a recolocação da Concha Acústica em um local mais apropriado. Essas ações visam também a recuperação do jardim frontal ao Bloco A do CCE, cujo projeto é do paisagista Roberto Burle Marx.

    5.      Amanhã tem início o II Simpósio Brasil-Canadá: Identidades, literaturas e culturas em trânsito, que acontecerá nos dias 25/10/2016 – sala HASSIS – CCE térreo e 26/10/2016 – sala HASSIS – CCE térreo.  Compareçam!

    6.      Aqui, infelizmente uma notícia triste. No dia 15.10 faleceu a profa. Doloris Simões de Almeida, cuja vida transcorreu dentro da UFSC, no DLLE: foi professora, chefe de departamento, muito atuante na literatura (expressionismo alemão).  Aqui fica registrado nosso agradecimento e respeito pelo trabalho de nossa colega.

    7.      Como muitos devem ter notado, as paredes externas do CCE foram repintadas. O serviço de pintura foi executado nos blocos A, B e D eliminando as pichações.

    8.      Nossa coordenadora financeira, Greicy Bainha, nos encaminhou o seguinte balanço de suas atividades: 1. Foram realizados pedidos de diárias para 16 docentes; 2. Foram compradas 9 passagens; 3. Foram abertas 5 solicitações (contrato, fiscalização e empenho); 4. Foi encaminhado um processo de sonorização; 5. Foram realizadas 6 transferências de recursos. Além dessas atividades, a coordenadoria financeira ainda encaminhou diversas prestações de contas, realizou compras de material de consumo e permanente, deu apoio à secretaria da PGET na solicitação de 2 diárias, na compra de duas passagens e na prestação de contas das mesmas, além de ter realizado diversos orçamentos para compras futuras de diversos setores do CCE. Das compras já realizadas pelo setor, chegaram: as placas de acrílico para o bloco novo, 2 projetores foram consertados e chegaram os contentores de lixo, tripé e monopé, além de 5 fones de ouvido especiais.

    9.      Encerramos este boletim com uma moção de repúdio, encaminhada a nós pelo Departamento de Artes e que acreditamos deva ser replicada pela importância de seu conteúdo:

    O Colegiado do Departamento de Artes manifesta o seu repúdio às manifestações de ódio e intolerância registradas na Universidade recentemente, em espaço dedicado às atividades étnico-raciais. Por mais que a sociedade evolua intelectualmente ao longo dos séculos, a ideia de que um ser humano possa ser superior a outro permanece constante na mente de muitas pessoas. A educação é libertadora, compreender a complexidade da vida racional e sua evolução ao longo dos séculos, a sua preciosidade em relação aos demais seres vivos que conhecemos, faz de cada ser humano único e insubstituível. Em um mundo obscurecido pela mediocridade, que nós, universitários, possamos ser a luz. Florianópolis, 06 de outubro de 2016. Departamento de Artes. Centro de Comunicação e Expressão. Universidade Federal de Santa Catarina. http://art.ufsc.br

    10.  O Grupo de Redes realizou a manutenção preventiva, corretiva, formatação e reinstalação de sistemas/programas em 13 máquinas, sendo 10 (DLLE), 1 (Jornalismo), 2 (LabInfo). A equipe também realizou atendimentos aos usuários, através de solicitações via chamados emergenciais.


  • Ato de entrega das chaves do Bloco D do CCE

    Publicado em 19/07/2016 às 9:49

    O novo prédio do CCE, o Bloco D, foi inaugurado em 29 de fevereiro de 2016. Contudo, em função de serviços a serem finalizados e outras ações, houve a entrega oficial das chaves à Direção da Unidade no dia 15/07/2016.

    A entrega das chaves faz parte do processo de recebimento provisório da obra à UFSC, cuja entrega final para o uso pleno está condicionada ao “Habite-se”. Das três etapas para a emissão desse documento, uma já está concluída, a vistoria da Prefeitura Municipal. A próxima será da Vigilância Sanitária e, na sequência, o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina

      Prédio novo

     Ato de entrega das chaves do Bloco D, na Direção do CCE, em 15/07/2016. De pé, da esquerda para a direita: Eng. Rodrigo Bossle Fagundes (Diretor DFO), Eng. Paulo Roberto Pinto da Luz (Secretário de Obras), Serv. Técnica Priscila Pimentel Vieira (Administradora de Edifícios), Prof. Arnoldo Debatin Neto (Diretor do CCE), Eng. Estevão Roberto Ribeiro (Eng. Empresa Salver Engenharia) e Breno Vilpert (estagiário de Engenharia da Salver); sentados: Eng. Ricardo De Franceschi (DFO) e Eng.ª Nêmora Monteiro (DFO).

     

    A Universidade possui um protocolo com a Prefeitura Municipal que permite o uso pleno da edificação a partir do “Habite-se”. Isso significa que as aulas e a utilização total desse Bloco serão possíveis tão logo obtenha-se essa autorização.

    Isso não impedirá a transferência de mobiliário ao novo prédio e permitirá, ainda, a realização de alguns encontros com os novos usuários a fim de entender como funcionam os sistemas desse edifício e os procedimentos a serem observados para a sua correta utilização.

    Registramos nosso agradecimento a todos os envolvidos na materialização dessa obra, tanto da empresa executora quanto da UFSC. Também agradecemos a comunidade do CCE, professores, servidores e alunos que, durante esse período, confiaram em nosso trabalho. Tenham a certeza do empenho diário da Direção da Unidade nos encaminhamentos necessários, tanto na sua esfera de atuação, quanto na solicitação do apoio da Administração Central, quando se faz necessário.

    Conforme já informamos em momento anterior, reiteramos nossa vigília no andamento das etapas subsequentes e estamos otimistas em relação à utilização plena do Bloco D para o segundo semestre de 2016


  • Cursos de Letras da UFSC também receberam 5 estrelas do Guia do Estudante da Editora Abril

    Publicado em 08/09/2014 às 10:54

     Os cursos de Letras – que compreendem Secretariado Executivo, Letras/Alemão, Letras/Espanhol, Letras/Francês, Letras/Inglês, Letras/Italiano, Letras/Libras e Letras/Português também foram classificados com nota máxima (cinco estrelas) pelo Guia do Estudante 2015 (GE), GE Profissões Vestibular 2015,  da editora Abril. O curso de Design obteve nota quatro quatro, e o curso de Cinema permaneceu com nota três, a mesma atribuída no Guia 2014. O curso de Artes Cênicas não foi avaliado.


  • Curso de Jornalismo da UFSC recebe novamente 5 estrelas do Guia do Estudante da Editora Abril

    Publicado em 05/09/2014 às 8:35

    O Curso de Graduação em Jornalismo da UFSC recebeu, nesta quinta feira, 04, a confirmação de que, novamente, foi avaliado como um dos melhores do país. Conforme mensagem encaminhada pelo Diretor de Redação do GE, Fabio Volpe, ao Coordenador do Curso, professor Aureo Moraes, “o curso de Jornalismo do(a) Universidade Federal de Santa Catarina – Florianópolis foi estrelado na avaliação de cursos superiores realizada pelo Guia do Estudante (GE) e constará da publicação GE Profissões Vestibular 2015, que passa a circular nas bancas a partir do dia 10 de outubro de 2014“.

    Criado em 1979, o Curso já formou, ao longo do seus 34 anos, 950 jornalistas e tem, atualmente, 210 alunos matriculados. Pioneiro em diferentes ações pedagógicas e políticas, foi o primeiro a definir-se como Curso de Jornalismo, não apenas como uma habilitação da Comunicação Social. Também inovou com práticas laboratoriais que permitiram e continuando permitindo aos alunos um conjunto de experiências que os aproximam do mundo do trabalho, como programas de Tv e Radio, portais de notícias na internet, além do jornal laboratório Zero. No currículo, propostas de associação entre teoria e prática e projetos de pesquisa e extensão que qualificam ainda mais a formação discente. O quadro docente, altamente qualificado, tem reconhecimento em várias entidades ligadas às investigações no campo do Jornalismo. Resultado desta qualificação foi a criação, pioneira, do primeiro Mestrado em Jornalismo e, neste ano, do primeiro Doutorado na mesma área.

    Também em sua estrutura é um dos mais bem equipados do país, com laboratórios que oferecem várias opções de ferramentas e processos em sintonia com as novas tecnologias.

    Para o Coordenador do Curso, as seguidas avaliações positivas demonstram a consistência do projeto, iniciado há vários anos e consolidado pelo envolvimento dos atuais e ex- docentes, técnicos e estudantes.